Translate

terça-feira, 29 de abril de 2014

No Facebook: A CONVERSA CHEGOU NA COZINHA

Olha o que a mamãe postou hoje em nosso facebook :

A CONVERSA CHEGOU NA COZINHA

Ensinar a cozinhar não tem a ver com ser menino ou menina, mas com amor, saúde e vida.
Quem não sabe cozinhar apenas sobrevive e depende do outro. Cozinhar é independência. Preparar o próprio alimento é um privilégio sagrado, de criação e transformação. É preciso esforço para aprender e prosseguirr. Não se acomode em não saber, tente até conseguir.
Ame alimentar com saúde a quem você ama.
Comece com algo simples. E depois se aventure e pesquise e descubra que as coisas mais simples possuem uma complexa e variada forma de preparo. Há muita ciência, matemática e literatura lhe aguardando entre os ingredientes e panelas.
Coragem... se eu estou conseguindo (e não fritava um ovo sem estar a um metro da frigideira e cobrindo o braço com um pano de prato) rsrs ...você consegue! Vai dar tudo certo.
Eu tenho uma clara lembrança das dificuldades financeiras que minha família passou durante a minha infância. Minha mãe trabalhava em uma granja então nós comíamos muitos ovos. Eu lembro que ela não se limitava em preparar sempre arroz e feijão e ovo frito, mas ela usava muito a criatividade em seus preparos. Até porque era necessário que a comida se multiplicasse entre as seis pessoas da casa (a caçula veio alguns anos depois) . Eu via minha mãe transformar apenas dois ovos e alguns ingredientes, em uma deliciosa macarronada, outro dia tínhamos bolinhos de arroz com temperos, gnocchi, bolos feitos com água e trigo, pães... e estas lembranças todas emergiram no dia em que me tornei mãe.
Aproximadamente vinte e seis anos após ter vivido estes momentos. Senti que eu precisava aprender a ser como minha mãe, e aprender a alimentar com amor quem eu amo. E a ter criatividade e transformar os alimentos enquanto eu mesma me transformava em mãe, porque de alguma forma este ensinamento é gravado no coração de quem aprende e um dia, quando ele mais precisar estará lá e ele saberá o que é preciso fazer.
Meu humilde conselho é que você tenha prazer e alegria nesta atividade e seu filho aprenderá não apenas a se alimentar desta alegria mas poderá cozinhar com alegria. Ao observar como você enfrenta seus fracassos na cozinha, seu filho está também aprendendo a como enfrentar os próprios fracassos na vida. Não ensine a desistir.
As coisas mais simples do nosso dia a dia, conduzem aos ensinamentos mais profundos que nossos filhos carregam em si em sua vida adulta.
Porque eles nunca aprendem só o que estamos ensinando, mas aprendem principalmente o que fazemos enquanto estamos tentando ensinar.
Com carinho, Glaucia Mizuki


Curta Dicas Homeschooling

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Será uma alegria ler seu comentário...

Outbrain