Translate

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Visita na exposição Fantástico Corpo Humano

A exposição "O Fantástico Corpo Humano"  veio para nossa cidade e o papai, eu e a mamãe fomos ver! É uma exposição muito curiosa e ainda bem que eu não era a única criança assistindo.
Como não podia tirar fotos ou filmar , vou só falar as coisas que mais gostei e o que não gostei.
Logo que entramos vimos a parte onde estão os ossos humanos. Eu fiquei no colo da mamãe porque tudo era muito alto para mim e isto não foi muito legal, mas por outro lado não podia também tocar em nada e eu juro que quase consegui puxar um osso mas a mamãe foi mais rápida (riso).
Eu não olhei muito para os ossos soltos ali dentro dos vidros, eu fiquei olhando foi para um grande esqueleto que havia no fundo. Achei aquilo incrível.
A mamãe me segurou no colo e vimos em detalhes e bem de perto da ponta do pé até a cabeça. Nos agachamos perto do esqueleto e a mamãe mostrou o pé dele e perguntou:
__ Quantos dedos este esqueleto tem neste pé?
E eu contei:
__ Um, dois, teis, caco*, quinco*! Sim! Quinco! (*quatro, cinco)

Então a mamãe disse que os nossos pés eram assim embaixo da pele, que nós também tínhamos aqueles ossos, eu olhei arregalado para ela.
E fomos subindo e olhando as pernas, os joelhos...bem devagar. Olhamos a mão por um tempo, a mamãe colocou a mão dela ao lado da mão do esqueleto e eu segurei a minha mão e fiquei olhando pensativo.
E de repente parece que deu um clique porque eu entendi que aquilo ali era uma pessoa!
Eu apontei para cima e disse:
__ MAMÃE A BOCA!!!
E ela me ergueu até a altura da boca do esqueleto e eu coloquei a mão na minha boca enquanto olhava o esqueleto, e mexi ela abrindo e fechando e aí olhei para a mamãe e ri. Sim. Eu também tenho um esqueleto.
Ali tinha vários ossos para ver, a mamãe gostou mais de ver os ossos do ouvido pois são minúsculos mas nada impressionou mais do que um cranio aberto no meio...muito interessante de se ver.


Andamos mais um pouco e havia muita coisa para ver mesmo, tinha um homem cortado ao meio de cima até a baixo, e ele estava dando as mãos para ele mesmo. A mamãe achou poético, o papai achou interessante e eu achei engraçado.
De toda a exposição , cada um gostou de uma parte diferente. O papai gostou muito da parte que mostrava veias e tendões, e a mamãe se encantou com os brônquios que pareciam uma árvore de cabeça para baixo, mas teve uma parte que nós três gostamos que mostrava fetos.
Foi incrível ver e a mamãe me pegou no colo para poder ver bem de pertinho pois aqueles bebezinhos eram bem pequenos, e tinha na entrada o corpo de uma mulher, e dentro da barriga dela um feto e a mamãe disse que eu estava assim dentro da barriga dela. Eu olhei


para a mamãe e depois para a barriga dela e aí olhei de novo para aquele corpo e disse:
__ BEBE BAÍGA! (bebê barriga)
__ Sim! O bebê está dentro da barriga, e ele vai crescer até ficar grande e forte para nascer.

A mamãe disse para o papai que valeu a pena me levar só por estes momentos,mas eu confesso que eu não fui muito fácil. Reclamei porque não podia tocar em nada, e era tudo muito alto, e eu fiquei chateado porque geralmente vejo tudo muito rápido e ali demorou um pouco, e o papai reclamou porque teve que ver tudo mais rápido  do que o normal para ele e não pode ver bem. Já a mamãe não reclamou não, ela achou muito especial nós três termos ido juntinhos neste evento. Ela viu o que queria e eu pude aprender um pouco mais.
Ah... e eu não entendi uma coisa só...por que eles colocaram aquela bola ali na mão do homem se a gente nem pode brincar?
E olha que eu cheguei perto do homem e falei:
__Ola!
Só que ele não me deu a bola e a mamãe não deixou eu pegar ...esta parte eu realmente não gostei. (riso)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Será uma alegria ler seu comentário...

Outbrain

Conheça nossos brinquedos:

Conheça nossos brinquedos:
Feito sob encomenda