Translate

terça-feira, 11 de novembro de 2014

A Mãe imperfeita e seu filho imperfeito:cada criança é especial

Um outro texto da mamãe: 

"Quando o Sam nasceu , em poucos meses ele já mostrou para o que veio... muita aventura e brincadeira acompanhada de muita personalidade.

Não é sempre fácil, é um exercício. Assim como cada criança, ele é diferente e possui seu próprio jeito de compreender e interagir com o mundo.

E equilibrar isto , é um exercício físico e mental e por muitas vezes cansativo.
Eu fico tentando temperar tudo com amor e segurança, liberdade e disciplina. Confiando que ele irá levar consigo o que aprende em casa, mas há momentos que isto não acontece.

E eu confesso que é frustrante. Momentos em que sua personalidade, em formação, o impulsiona a testar os limites e este empurra e estica sempre nos atinge de alguma forma.

Eu tenho consciência que sou imperfeita, e por isto também meu filho não pode ser e não é perfeito, assim como cada criança ele tem suas limitações e dificuldades.

Ele possui seu próprio jeito de aprender, e em casa, comigo, ele tem a oportunidade de ter seu jeito respeitado ao invés de precisar se adaptar ou se nivelar pela maioria. E isto tem ampliado seu aprendizado para além do que eu mesma planejo para ele. E em casa não estamos reproduzindo uma escola, nem competindo com uma, estamos apenas brincando e vivendo a cada dia da forma mais tranquila possível.

Estamos sempre tirando o melhor de cada dia e aprendendo com cada situação, ou apenas vivendo o dia como é possível e esperando o dia seguinte para começar novamente. De qualquer forma, o que me motivou a escrever, foram as mamães de filhos especiais.
Não estou dizendo que sei o que estas mães passam, mas posso afirmar que vivo um vislumbre do stress que estão sobre elas, vez ou outra.  Apenas um vislumbre, um momento em conta gotas, que me faz respeitar muito a luta diária e constante destas mulheres.

Porque apesar de meu filho não ter nenhuma necessidade especial, ele possui uma característica que me ajuda a ter esta sincera empatia com todas estas mamães especiais que eu admiro.

 O Samuel é muito saudável, e possui uma energia física que , creio, se estivesse em outra família que não a nossa, talvez estivesse recebendo medicação por hiperatividade (assim como muitas outras crianças diagnosticadas de forma incorreta).

Ele sente uma necessidade constante de movimento, e eu costumo usar sua energia e disposição nos estímulos educativos que proporciono em casa, lembrando que além disto ele precisa diariamente de pelo menos algumas horas de atividade física para gastar sua "pilha". Então aqui nós dançamos, pulamos, corremos, escorregamos pelo quintal...e após ele se exercitar , as vezes de forma frenética, ele vem e me abraça e outras vezes me fala "mamãe ... feiz" (feliz). Se o dia passa sem conseguirmos fazer estas atividades, o stress é garantido e geralmente me deixa sem energias.

Ele é muito espontâneo. E eu ainda estou aprendendo a conhecer o seu jeito de conhecer o mundo.
Como toda mãe que percebe seu filho destoando da maioria, eu as vezes me entristeço, as vezes me choco, as vezes choro e outras vezes me encho de orgulho por coisas simples. Porque sou humana, sou somente mais uma mamãe, e também tenho expectativas e frustrações. E só eu sei o que é planejar um passeio para um lugar novo sabendo exatamente o que acontecerá quando o Sam chegar lá. Ele vai querer explorar cada milímetro, vai fugir, vai querer conhecer cada espaço,espiar cada fresta, aproveitar cada momento, vai agir como se o mundo fosse acabar cinco minutos após chegar no local...e apesar de todos os combinados e acordos que fazemos antes de sair de casa, ele vai agir como se fosse a última pessoa no mundo vivendo o último segundo antes do apocalipse (quem já viu isto, comprova rsrsrs).

E ele veio assim, com este "upgrade", direto da Fábrica. Como se na alma dele estivesse a ordem "CARPE DIEM". E ele tem esta intensidade. Eu não posso e nem quero privá-lo desta força que o move, minha missão não é modificar meu filho.Creio que Deus o fez assim por um motivo específico, que embora eu desconheça, um dia fará sentido. O que eu posso fazer, é ensinar ele a dominar seus impulsos, a se acalmar e a ter fé. Porque seus impulsos um dia podem se tornar em bravura, sua energia e curiosidade podem virar a força de um homem adulto destemido. Sua teimosia pode virar resiliência. Sua arrogância em humildade...pelo menos preservo minha fé nestas possibilidades e nisto renovo meu ânimo. E no momento, ele é apenas uma criança, como a semente da árvore que um dia se tornará.

No momento , a maior expectativa que eu tenho, é que eu possa compreender melhor o meu filho. Porque ele é o meu presente especial, escolhido para me ensinar a ser mais humana. Escolhido para diminuir meu ego, para me fazer compreender que o momento presente é tudo o que temos, e o amanhã não nos pertence. Com ele eu sou uma pessoa melhor, e espero ajudar ele a ser também uma pessoa melhor no futuro.

Enquanto isto, seguimos pulando, dançando, escorregando, escalando, ligados no 220v e suportando os olhares negativos de quem não compreende o que estamos fazendo. Ou ainda os conselhos desconexos de quem julga sem conhecer... e assim vamos... vencendo os obstáculos e ahhh...fazendo a brincadeira diária preferida dele... "mamãe, vamos! Corrida!" e eu respondo "vamos filho" e com isto quero dizer "eu estou aqui é para correr contigo mesmo, conta comigo".

GLAUCIA MIZUKI"


Leia nossos outros artigos!

4 comentários:

  1. É reconfortante saber que não estamos sozinhas nessas luta! Obrigada por compartilhar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho sentido isto em muitas mamães sabe, ultimamente, e vi que algumas se sentem mais culpadas que as outras, e no fim um desabafo acabou ajudando e isto me deixou bem feliz , obrigada.

      Excluir
  2. Que lindo texto Glaucia! Me emocionei, minha filha também tem muita energia e me identifiquei muito com sua experiência. Obrigada por compartilhar! Abraços, Sabrina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sabrina, eu que agradeço. Como mamães estamos aí para isto mesmo né rsrs nos ajudar e uma aprender com as outras, obrigada por compartilhar também seu comentário.

      Excluir

Será uma alegria ler seu comentário...

Outbrain

Conheça nossos brinquedos:

Conheça nossos brinquedos:
Feito sob encomenda