Translate

quinta-feira, 17 de março de 2016

Alfabetização: Entusiasmo pelas letras e o poder das palavras "malucas"

Misturando palavra em inglês com palavra maluca (PIG / AVML)
O Sam está naquele momento da alfabetização em que a criança é motivada por um grande entusiasmo pelas letras. Quando o som das letras são divertidos e a criança se sente livre para criar palavras que, para nós, aparentemente, não possuem sentido algum.

Por esta razão, aqui em casa, há muitas folhas com palavras "malucas" escritas espalhadas pela casa. Ele é quem chama assim as palavras, pois a própria palavra "maluca" para ela é sinônimo de "divertido, legal, diferente". Em sua compreensão, ele está criando palavras muito engraçadas.

Estas palavras começaram aparecendo nas conversas digitais dele com seus amigos e nossos familiares (no whats app), muitas consoantes aqui e ali juntas, e emoticons. E agora que está começando a dominar o traço, está levando estas letras para o papel. Ele gosta de ler pequenas palavras e de brincar com o som de letras diferentes juntas.

Quem está familiarizado com o termo garatujar (rabiscar), sabe o quanto esta fase é importante para a criança ir adquirindo sua própria forma de compreender o mundo. 
E observando de perto o Sam, neste momento, posso dizer que ele está numa fase que poderia chamar de "garatuja digital" (me inspirando na criatividade dele, precisei pensar em um termo rs) .
Por meses ele tem utilizado emoticons e "palavras malucas" para se expressar e se comunicar via celular, e agora também as letras invadiram seus desenhos. Misturando as mídias, ele vai se expressando no mundo real e digital , enquanto se alfabetiza.

De forma espontânea, ele tenta escrever e representar o mundo e os seus sentimentos, e eu achei muito positivo e o incentivo, mas não tinha compreendido tão bem o que ele queria me dizer como na semana passada.

Pela primeira vez, semana passada, precisei viajar e ficamos longe um do outro por 5 dias. Nos falamos todos os dias por áudios e vídeos via celular, no entanto no penúltimo dia (antes de minha volta), era um sábado, eu estava me preparando para dar a última palestra quando meu celular começou a apitar.
Assim que eu abri, vi pedaços de vídeos que ele estava fazendo. Estava filmando o desenho que estava assistindo (desenhos que assistimos juntos todos os sábados de manhã, mas naquele sábado eu não estava em casa para assistir com ele. Então ele resolveu me enviar pedaços gravando com o celular do pai).
Eu achei engraçado e legal ele ter lembrado disto e feito os vídeos, até que vi que cada vídeo estava devidamente legendado: 




Quando eu recebi estas mensagens, meu coração ficou apertado e chorei. Cada "palavra maluca" parecia espelhar a saudade que eu mesma estava sentindo. Houve uma comunicação, e enfim, as palavras malucas não eram mais tão malucas assim. Pelo menos não para mim. Para meu coração de mãe era como se aquele GJEJKFNENGNNGNG significasse "Estou com saudades de você".
E no final de tudo ele colocou emoticons, corações, flores e gravou um áudio dizendo : 
"Eu adoro você , eu amo você mamãe"

Eu sabia que ele estava bem, com o pai e depois os avós também. Que não chorou nenhum dia, não ficou doente, mas naquele dia as suas palavras passaram a significar algo novo. 

Além do áudio e dos emoticons, ele tentou escrever o que sentia, e eu li aquelas consoantes, como quem lia um poema.

Isto me fez pensar em como o nosso olhar precisa estar sensibilizado para compreender a criança. 
Em como a expressão da criança diante do mundo é sempre inovadora e curiosa.
Em como o entusiasmo por aprender algo novo leva a criança e até mesmo nós, além do que pensamos ou do que nos preparamos enquanto educadores e aprendizes. 

E , principalmente, a ver a criança como ser naturalmente social e curioso diante do mundo, nos ensinando que a comunicação escrita é antes de tudo EMOÇÃO desenhada com grafemas (e ...emoticons e vídeos e áudios rs).

O pensamento que quero deixar neste post é este: 

Que nosso olhar e nossas ações não diminuam o entusiasmo de nossos filhos e alunos de aprender.
Por um mundo com mais palavras "malucas".
Até a próxima. 

Glaucia Mizuki.
Leu " LLLLMEEE   Ai"

Escreveu CUT ROPE (nome jogo) número 5 ,a Letra L e duas palavras  que leu assim:
LLLL  MOA  MUE
Outros posts sobre o tema: 



Gostou das Dicas? Assine nossa lista

3 comentários:

  1. Chorei... Justamente hoje eu repreendi o Juan por inventar uma palavra na hora em que estava ensinando os sons das letras... Estava com medo de que ele aprendesse errado. Muito obrigada, Glaucia! Deus lhe abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida, que bom. Valeu a pena fazer o post. Realmente aprender a ler e escrever não é algo tão simples, é um processo e é interessante acompanhar a criança neste processo, incentivando-a e corrigindo também, mas valorizando seu esforço. Obrigada pelo comentário corajoso. Abraços

      Excluir
  2. Aqui também estamos nessa fase Glaucia! A Sara tem escrito muitas palavras malucas todos os dias. Adorei o post, obrigada! Beijos, Sabrina.

    ResponderExcluir

Será uma alegria ler seu comentário...

Outbrain

Conheça nossos brinquedos:

Conheça nossos brinquedos:
Feito sob encomenda